ON: Mais de metade das crianças em internamento hospitalar podem estar em risco nutricional 440


01 de junho de 2018

A Ordem dos Nutricionistas alerta, no dia mundial da criança, que mais de metade das crianças e adolescentes em internamento hospitalar poderão estar em risco nutricional, o que tem um impacto muito significativo na sua recuperação e qualidade de vida, avançou o organismo em comunicado.
 
Neste contexto, a Ordem dos Nutricionistas publica uma Norma de Orientação Profissional (NOP) para Identificação do Risco Nutricional em Idade Pediátrica.
 
A Ordem dos Nutricionistas defende que para a identificação do risco nutricional se utilize a ferramenta STRONGkids, que avalia a presença de patologias; observa sintomas indicativos de mau estado nutricional; testa a diminuição da ingestão alimentar, bem como a perda de peso; e, mediante os resultados, adapta a intervenção a seguir.
 
«Se a desnutrição for precocemente diagnosticada, e fizermos uma intervenção nutricional atempada, vamos reduzir complicações, tempos de internamento e custos», salienta Alexandra Bento, bastonária da Ordem dos Nutricionistas.
 
Para Alexandra Bento, a prevalência do risco nutricional em crianças internadas em Portugal é «alarmante» e relembra que, o número de nutricionistas nos cuidados hospitalares é «claramente insuficiente» para as necessidades do país.

Envie este conteúdo a outra pessoa