Nutrir a comunidade: Partilha intergeracional, desta vez, junto dos mais velhos 298

A Associação Nacional de Estudantes de Nutrição (ANEN) procura, ativamente, sensibilizar os estudantes para a adoção de uma postura mais ativa e interventiva na sociedade, em busca de um mundo melhor e de uma sociedade mais capacitada para fazer escolhas saudáveis no seu dia-a-dia.

Assim, nasceu o “Nutrir a Comunidade”, cuja 7.ª edição decorreu nos passados dias 15 e 16 de abril, em dois centros de dia do Porto, o Centro Social do Regado e o Centro Social São João de Deus. Esta edição teve como público-alvo a população geriátrica que passa os seus dias em centros sociais, mas que possui ainda autonomia para ter um papel interventivo e decisivo na sua alimentação e consequente nutrição. Esta atividade ambicionava, através de momentos dinâmicos e criativos, promover a literacia alimentar e nutricional junto dos seus participantes, capacitando-os para a adoção de comportamentos promotores de saúde e alertando para a importância da criação e manutenção de hábitos alimentares saudáveis nesta faixa etária.

Enquanto facilitador desta atividade, o Departamento de Ação Social da ANEN, desenvolveu diversos materiais sobre escolhas e hábitos alimentares saudáveis, que foram revistos pelas nutricionistas Professora Doutora Ana Sofia Sousa, Professora Doutora Catarina Simões e Dr.ª Bruna Leça, a quem agradecemos o valioso contributo.

De forma a tornar a atividade e a integração dos respetivos conteúdos mais lúdica, foram elaborados materiais de apoio à realização de um jogo com os idosos, proporcionando um momento de convívio e troca de experiências intergeracionais.

Esta edição do Nutrir a Comunidade contou com a presença de 8 voluntárias, estudantes de diferentes anos das Licenciaturas em Ciências da Nutrição e Dietética e Nutrição, que ficaram responsáveis pela dinamização das sessões de Educação Alimentar em ambos os centros de dia. Para que isso fosse possível, foi realizada uma sessão de capacitação, com o objetivo de formar as voluntárias para a atividade que iriam dinamizar.

Finda a 7.ª edição, o feedback, tanto por parte dos centros de dia, como por parte das voluntárias, foi muito positivo. Isso demonstra, por um lado, a importância desta intervenção e, por outro, a capacidade que cada um de nós tem de fazer a diferença na vida destas pessoas que esperam que lhes seja dada a oportunidade de aprenderem algo novo.

A próxima edição do Nutrir a Comunidade será agendada ainda este ano. Não percas a oportunidade de fazer a diferença!

Rafaela Oliveira e Sara Barreto
Coordenadora e Vogal do Departamento de Ação Social

Envie este conteúdo a outra pessoa