Danone junta-se à Fundação Portuguesa de Cardiologia no combate ao colesterol elevado 589

A Danone, através da marca Danacol, acaba de celebrar uma parceria com a Fundação Portuguesa de Cardiologia, que visa sensibilizar a população portuguesa para a importância de proteger o seu coração, controlando os níveis de colesterol mau (LDL), um dos principais fatores de risco das doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, assim como para a necessidade de prevenir o aparecimento de colesterol em excesso através de uma alimentação saudável. O colesterol elevado não apresenta sintomas, por isso pequenos gestos do dia-a-dia podem fazer a diferença de uma vida na saúde do coração.

Em Portugal, segundo dados da Fundação Portuguesa de Cardiologia, 1 em cada 2 portugueses tem o colesterol elevado,74% da população desconhece os seus níveis de colesterol e o colesterol elevado é um dos fatores de risco das doenças cardiovasculares, a causa de morte número 1 em Portugal. Face a este contexto, o Presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia, Manuel Carrageta, esclarece, de acordo com um comunicado da Danone, que consequências podem ter os níveis de colesterol elevados na nossa saúde: “Quando o colesterol LDL (o mau) está excessivamente elevado, vai-se depositar na parede das artérias, inflamando-a, e provocar a aterosclerose, ou seja, vai provocar uma reação inflamatória, fibrosa. Como efeito, as artérias perdem elasticidade e entopem. Por isso, quando em excesso, o colesterol é a principal causa de enfarte do miocárdio e também contribui para o acidente vascular cerebral (AVC) e para a doença arterial periférica dos membros inferiores e da artéria carótida”.

“Neste sentido, a Danone, sendo uma empresa B Corp, que tem como missão levar saúde através da alimentação ao maior número de pessoas possível, cumprindo com critérios de sustentabilidade a nível ambiental e social, decidiu juntar-se à Fundação Portuguesa de Cardiologia. Através da marca Danacol, juntos irão (re)lembrar a população que é urgente adotar um estilo de vida saudável, estar atento a fatores de risco que possam potenciar doenças cardiovasculares e incluir na dieta opções alimentares adequadas que são aliadas nesta luta”, lê-se na nota da marca.

Por isso, e dada a importância de manter o coração saudável, Manuel Carrageta destaca a importância desta parceria com a Danone como um ato muito importante que “vai ajudar a Fundação a trabalhar mais e melhor para sensibilizar a população para os fatores de risco, que condicionam o aparecimento das doenças cardiovasculares, sendo os mais importantes a hipercolesterolemia, hipertensão arterial, o tabagismo, a diabetes e a inatividade física. Sinais aos quais devemos estar atentos e que podem ser reduzidos com a ajuda do consumo de alimentos saudáveis como é o caso de Danacol”.

Já Diogo Costa, Diretor de Marketing da Danone Portugal sublinha que esta parceria com a Fundação Portuguesa de Cardiologia é muito importante para a Danone e para Danacol, pois permite-nos trabalhar o propósito da marca, sensibilizando a população portuguesa para a prevenção do excesso de colesterol, um dos principais fatores de risco das doenças cardiovasculares. Este é um exemplo de excelência da missão da Danone: levar saúde através da alimentação ao maior número de pessoas possível.”

A assinatura do protocolo entre a Danone e a Fundação Portuguesa de Cardiologia vem assim formalizar o compromisso de ambas as entidades para trabalhar em conjunto na sensibilização e consciencialização da população para prevenir e diminuir o colesterol, um dos fatores de risco principais para a ocorrência de doenças cardiovasculares e cerebrovasculares.

Envie este conteúdo a outra pessoa