“Não podia estar mais satisfeita”: CNA encheu Alfândega do Porto e regressa a Lisboa em 2024 1507

Com cerca de 1500 inscrições, à semelhança das edições anteriores, a XXII edição do Congresso de Nutrição e Alimentação (CNA), bem como a III edição do Congresso Internacional de Nutrição e Alimentação, organizados pela Associação Portuguesa de Nutrição (APN), encheram a Alfândega do Porto em dois dias de trabalho.

Com aproximadamente 100 oradores, e um incremento de oradores estrangeiros ou de portugueses que investigam além-fronteiras, o CNA 2023 recebe um balanço positivo por parte da presidente da APN. “Não podia estar mais orgulhosa, foi o primeiro Congresso desta nova direção”, admite Célia Craveiro à VIVER SAUDÁVEL.

A responsável destaca que em dois dias de inúmeros momentos de partilha de conhecimento se viram “salas praticamente cheias com boa audiência e principalmente boa adesão de quem participa com muitas perguntas colocadas na aplicação”. Criada em 2014, a app do CNA “tem vindo a tornar-se numa ferramenta útil”, afirma.

Célia Craveiro apontou duas áreas distintas como as bases desta edição. Houve “sessões muito viradas à parte mais clínica e científica, e o foodservice, que vai da alimentação coletiva aos serviços de restauração, desde o desenvolvimento do produto, às inovações na área alimentar e sustentabilidade”.

Após a conferência de encerramento, a presidente da APN deixou uma garantia: o CNA tem regresso marcado em 2024, nos dias 16 e 17 de maio, no Centro de Congressos de Lisboa.

Não perca a cobertura completa do CNA na próxima edição da VIVER SAUDÁVEL. Assine aqui a revista da Nutrição e dos Nutricionistas.

Envie este conteúdo a outra pessoa