ON congratula-se com a aprovação do reforço de nutricionistas nas escolas 628

A Ordem dos Nutricionistas (ON) emitiu um comunicado a congratular-se “com a aprovação do reforço de nutricionistas nas escolas públicas, uma proposta que vinha defendido junto do Governo e da Assembleia da República há vários anos”.

A alteração proposta pelo PAN foi a votação na especialidade, no Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) e contou com os votos a favor do PS, BE e Chega, com votos contra do CDS e com a abstenção do PSD, PCP e Iniciativa Liberal.

“A proposta aprovada prevê a contratação de 15 nutricionistas para o Ministério da Educação, com o objetivo de melhorar a alimentação nos estabelecimentos de ensino. É um importante reforço visto que o Ministério da Educação, na atualidade, só tem dois nutricionistas em todas as escolas públicas portuguesas”, indica a Ordem dos Nutricionistas.

Sobre esta a Ordem indica que já em 2018 tinha apresentado “uma proposta ao Ministério da Educação, com uma estratégia para a promoção da alimentação saudável nas escolas, alertando para a necessidade de integrar nutricionistas nas escolas em todo o país. Estes profissionais devem ter uma intervenção ao nível da comunidade escolar, promovendo a informação e capacitação para escolhas alimentares saudáveis e ao nível do ambiente alimentar escolar, zelando pela garantia do controlo da adequação alimentar e nutricional da oferta alimentar nas escolas e a respetiva monitorização e fiscalização”.

No comunicado divulgado, a bastonária da Ordem dos Nutricionistas, Alexandra Bento reforçou a importância da aprovação desta medida.

“Dois anos após termos apresentado uma proposta concreta ao Ministério da Educação, a Assembleia da República dá um passo importantíssimo para a melhoria da saúde e dos hábitos alimentares das nossas crianças. É precisamente nestas faixas etárias que devemos direcionar maiores esforços e a escola é o local privilegiado, onde as crianças e adolescentes podem adquirir conhecimentos e competências para a adoção de comportamentos alimentares mais saudáveis”.

A Ordem dos Nutricionistas termina o seu comunicado indicando que “espera agora que a respetiva contratação de profissionais seja célere”.

Envie este conteúdo a outra pessoa