Malnutrição e obesidade são problemas globais 510

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta para o facto de que a malnutrição e obesidade são oficialmente problemas globais.

Enquanto se associava a malnutrição aos países subdesenvolvidos e a obesidade aos países desenvolvidos, os especialistas garantem que a obesidade já chegou a todos os cantos do mundo.

Segundo dados da OMS, um em cada três países subdesenvolvidos têm crianças subnutridas e crianças obesas a viver nas mesmas comunidades e por vezes nas mesmas famílias.

Enquanto algumas crianças ainda têm acesso a poucos alimentos, outras consomem demasiadas calorias vazias, isto é, alimentos que não possuem uma boa quantidade de nutrientes benéficos, fornecendo geralmente apenas gorduras e açúcares em excesso.

Com a expansão do fast food, as crianças dos países de menor rendimento, anteriormente afetadas pela falta de comida enfrentam agora um novo perigo: a obesidade.

Alimentos com níveis elevados de gordura, sal e açúcar, estão disponíveis em quase todo o território mundial, tornando-se parte da dieta quotidiana de algumas das famílias mais pobres.

A OMS apela agora a uma ação imediata para aumentar o fornecimento de comida nutritiva e proteger a saúde das crianças.

As crianças malnutridas que ganham peso rapidamente tendem a ganhar mais gordura corporal na zona abdominal, o que aumenta a probabilidade de virem a ter problemas de saúde relacionados com a obesidade, tal como diabetes tipo 2, ataques cardíacos e enfartes.

A OMS apela a que seja dada mais informação às famílias, e pede uma maior cooperação entre os governos, ONG’s e outros organismos para uma mudança profunda no sistema de alimentação.

Envie este conteúdo a outra pessoa