Estudo indica que má alimentação e stress provocam acne 0 334

Segundo uma pesquisa apresentada no 28º Congresso Internacional Europeu de Dermatologia e Venereologia (EADV), em Madrid, os maus hábitos alimentares e o stress estão entre os fatores mais significativos associados ao acne.

A pesquisa avaliou a exposição a diferentes fatores agravantes, em mais de 6.700 pessoas, em seis países da América do Norte, América do Sul e Europa.

Os resultados mostraram que quem consome produtos lácteos diariamente tem mais tendência ao acne (48,2%) do que quem não consome (38,8%). O mesmo se passa com o consumo de refrigerantes (35,6% para 31%), chocolates (37% para 27,8%) e doces (29,7% para 19,1%). O mesmo já não se passa com quem consome proteínas de soro de leite (11% para 7%), e de para quem consome esteróides anabolizantes (11,9% para 3,2%).

A pesquisa mostrou também que a exposição à poluição ou ao stress eram mais comuns em pessoas que sofrem de acne. Já o tabaco, que já havia sido referenciado como causador de acne, não demonstrou ter influência.

Este foi o primeiro estudo deste tipo, com a análise a fatores externos e internos que podem influenciar a acne.

Estima-se que a acne afete uma em cada 10 pessoas em todo o mundo, sendo a oitava doença mais comum no mundo.

Envie este conteúdo a outra pessoa