APED garante abastecimento e apela a à compra só do necessário 390

A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) garantiu não haver ruturas no abastecimento das lojas, e que continuam a existir todos os meios para que a disponibilização de produtos não seja um problema. Contudo, apelou a que todos comprem apenas o necessário.

A APED num comunicado subscrito pelas várias cadeias de retalho alimentar suas associadas, começa por agradecer aos “colaboradores do setor alimentar ao garantir, de forma segura, o abastecimento e atendimento nas mais de 3500 lojas espalhadas por todo o país”.

Em seguida, deixa a garantia de que o fornecimento de produtos não é um problema.

“Reiterando que não há neste momento sinais de rutura no fornecimento de produtos às nossas lojas. Estamos todos a trabalhar em conjunto com a produção nacional, com a indústria e com o Governo para garantir, como até aqui, que este fluxo aconteça com toa a agilidade necessária. A estrutura da distribuição alimentar em Portugal permite que a disponibilidade de alimentos e outros produtos essenciais não seja um problema para a população, qualquer que seja a sua localização”, indicam na nota divulgada no seu portal.

Para terminar, a APED apela também à ajuda de todos, para que tenham comportamentos “responsáveis e sensatos” quando vão fazer as suas compras.

“É importante que os portugueses comprem apenas o que necessitam, permitindo que o fluxo de abastecimento ocorra sem sobressaltos. Cada um terá de fazer o seu papel para o bem comum”, pedem

Este comunicado da APED, surge após estes últimos dias se ter registado um aumento da procura nos super e hipermercados na sequência do surto da covid-19, com as prateleiras de alguns produtos a ficarem temporariamente vazias.

Envie este conteúdo a outra pessoa