Nova plataforma compara preços nos supermercados 1577

Uma nova plataforma, chamada Kabaz, será lançada esta segunda-feira e promete “revolucionar a forma de fazer compras no supermercado”, ao disponibilizar os preços atualizados dos vários produtos vendidos em todos os pontos do país.

Em comunicado, o comparador de preços e ‘marketplace’ KuantoKusta avança que a nova plataforma – denominada Kabaz e que culmina dois anos de investigação e desenvolvimento (I&D) – permitirá identificar o supermercado onde uma lista de compras fica mais barata e otimizar a poupança dos consumidores, se estes optarem por dividir as compras pelos supermercados onde os preços são mais baixos.

Os preços dos produtos são atualizados várias vezes ao dia, permitindo “aumentar a conveniência, a transparência de preços e as decisões informadas”, sendo ainda possível otimizar o planeamento orçamental, através da monitorização das tendências de preços, cita a Lusa.

Para além de permitir a comparação do cabaz total entre supermercados, analisando o custo total do cabaz em cada supermercado, o Kabaz possibilita uma maximização das poupanças, trocando artigos semelhantes.

Os preços estão disponíveis por localização, de forma a adaptar-se à realidade local dos utilizadores, sendo que, futuramente, serão ainda introduzidas outras funcionalidades, como um histórico e um alerta de preços.

Segundo dados avançados à agência Lusa, uma simulação do Kabaz, tendo por base uma lista de 30 produtos de supermercado, “revelou a diversidade de preços praticados por diferentes hipermercados”, com o valor total dessa lista de compras nos vários estabelecimentos analisados a variar entre 94,12 euros, 98,05 euros, 100,10 euros e 123,15 euros.

“O hipermercado que oferece o preço total mais baixo é 24% mais barato que o que pratica os maiores preços”, nota o KuantoKusta, salientando que os 29 euros de diferença entre o valor mais alto e o mais baixo “demonstra claramente o impacto significativo que a diferença de preços pode ter no orçamento das famílias”.

Caso o consumidor opte por fazer compras em diferentes supermercados, escolhendo os que oferecem os preços mais baixos para cada produto, o valor total desta lista de compras pode ainda descer para os 89,84 euros.

Algo que “destaca também o potencial de poupança que as famílias podem conseguir ao terem um acesso mais facilitado e transparente aos preços dos hipermercados”.

Envie este conteúdo a outra pessoa