VLCKD – Uma estratégia a ser aplicada na quarentena? 960

Atualmente, atravessamos uma época para todos difícil, uma época que julgaria atravessar, não só a nível profissional, como também pessoal. A pandemia COVID-19 veio alterar a forma como nos relacionamos, a vida social da população. Até o típico convívio à mesa, uma das características dos portugueses – “Há sempre lugar para mais um” (ou havia) foi afetado por esta pandemia. Não obstante, a vida laboral dos portugueses também sofreu consequências, seja por isolamento profilático, quarentena, desemprego ou lay-off. Infelizmente, alterou também o bem mais precioso que temos: a saúde. No entanto, é a altura ideal para mudarmos a forma como encaramos este bem. Sim, apenas uma palavra: saúde, que tanto nos transmite, permite e grande significado tem.

É possível que haja um aumento do número de casos de excesso de peso e obesidade devido não só ao maior sedentarismo que este período de quarentena pode promover, mas também à ansiedade e stress que pode causar. De facto, o sedentarismo é um dos fatores de risco para o aumento de massa gorda corporal e aumento do peso. O stress crónico e a ansiedade também o são. Como? Aumentando a vontade de comer, de petiscar, a procura por alimentos conforto, podendo até promover algum comportamento de compulsão alimentar. E, por isso, cabe a nós, nutricionistas, dar o apoio necessário para evitar e ajudar a controlar estes fatores de risco.

Procurar ferramentas que promovam saciedade, que proporcionem sensação de bem-estar e melhorem/devolvam a auto-confiança, auto-estima e otimismo torna-se pertinente. Diria que a aplicação da tríade Dieta cetogénica de muito baixo valor calórico (VLCKD), exercício físico adaptado à dieta e consulta de nutrição online, seria uma ferramenta bastante eficaz na resolução dos parâmetros supracitados.

A VLCKD, ao induzir a cetose, promove a perda de peso através, essencialmente, da perda de massa gorda corporal. Quando o organismo atinge o estado de cetose, a sua fonte de energia rápida (glicose) esgota e transita para a gordura corporal como fonte de energia. Esta é uma das grandes vantagens desta dieta: uso de gordura corporal como fonte de energia. Além disso, através da própria cetose e do consumo de alimentos proteicos, a promoção da saciedade é outra grande vantagem, o que diminui o risco de querer petiscar. Adicionalmente, promove a manutenção dos níveis de glicemia, evitando picos de glicose sanguínea. Ao diminuir os picos de glicose sanguínea, a compulsão por doces torna-se mais controlada e a necessidade de produção de níveis elevados de insulina também. De facto, esta dieta promove a melhoria da sensibilidade à insulina e diminuição da sua resistência. Como sabemos, a insulina é uma hormona, responsável por manter os níveis de glicose dentro dos seus limites, e que quando estimulada, estimula também a lipogénese no fígado e adipócitos e reduz a atividade da lipólise, promovendo um maior acúmulo de gordura. Ao diminuir a resistência à insulina aumentando a sensibilidade à sua ação, estaremos a promover um emagrecimento mais rápido e eficaz.

A fase atual que estamos a atravessar é a altura ideal para promover a mudança de hábitos de forma duradoura e a aplicação desta dieta pode e deve ser considerada, nomeadamente devido a diversas situações que possam estar em causa:

  • Estudos apontam que a obesidade pode vir a ser um fator de risco para a suscetibilidade em contrair COVID-19, estando também relacionado com um maior risco de complicações graves.
  • Ao promover a saciedade e diminuir a vontade de petiscar, de doces e salgados estamos a promover um maior controlo do peso, emagrecimento e a aquisição de hábitos saudáveis;
  • Ao promover a saciedade, estamos também a diminuir a massa gorda corporal e perímetro abdominal (fator de risco para doenças cardiovasculares) através da cetose e consumo proteico promovido pela VLCKD;
  • Possibilidade de realizarmos a consulta online, não havendo necessidade de sair de casa, neste período;
  • Promoção da prática de atividade física ou exercício físico, uma vez que, havendo uma grande parte da população em casa, a disponibilidade de tempo para a sua realização é maior, sendo, portanto, o momento chave para adquirir a sua prática como um hábito regular;
  • Facilidade na compra dos produtos alimentares que podem compor esta dieta, sem ter que ir ao supermercado e sair de casa.

Em suma, a VLCKD é uma ferramenta de maior valor na promoção da alteração dos hábitos alimentares, emagrecimento eficaz e duradouro, na promoção da sensação de bem-estar e melhoria da auto-estima e auto-confiança, quando aplicado por um nutricionista com formação e experiência nesta dieta, tornando-se numa aposta ganhadora e eficaz.

Filipa Costa
Nutricionista (2574N)

Envie este conteúdo a outra pessoa