Portugal tem 6.000 novos casos de cancro todos os anos 220

16 de Agosto de 2016

Todos os anos surgem cerca de 6.000 novos casos de cancro em Portugal. No IPO de Lisboa o número de consultas passou de 127 mil, entre janeiro e junho de 2014, para 136 mil nos primeiros seis meses deste ano.

Os recursos nem sempre permitem uma resposta rápida para tratar os novos doentes, como explicou o presidente do conselho de administração do IPO de Lisboa, numa entrevista ao jornal “Público”: «Desde a primeira consulta até ao início do tratamento, o conjunto de atos de diagnóstico prolonga-se demasiado com demasiada frequência». Relativamente à cirurgia, Francisco Ramos clarificou haver «um problema que implica o aumento da capacidade cirúrgica. Há um concurso a decorrer para um bloco operatório com nove salas».

Contudo, as alterações previstas para o IPO não terminam com as intervenções no bloco operatório: «Em simultâneo com as obras do bloco operatório, vamos construir uma nova unidade de transplante de medula. Queremos organizar a prestação através de clínicas multidisciplinares, um modelo que organize melhor todo o percurso do doente», concluiu o dirigente.

Envie este conteúdo a outra pessoa