“Os cuidados de nutrição devem ser uma prioridade, tantos nos cuidados de saúde primários como nos hospitais”, defende Pedro Graça 525

Pedro Graça, nutricionista e professor associado na Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, escreveu um artigo de opinião, publicado no site Pensar Nutrição  no qual defende que “a alimentação é, cada vez mais, reconhecida como um aspeto central no contexto da Covid-19”.

“A alimentação inadequada. favorecedora de inflamação e, em última instância, de obesidade, parece ser um fator determinante para a gravidade na infeção por SARS-CoV-2”, acrescenta o nutricionista, para quem “a regulação energética, o controlo salino e a regulação glicémica objetivos concretizáveis, na maior parte das vezes, através de terapia alimentar, deve ser um objetivo central do atual trabalho dos profissionais de saúde, tanto mais quanto, assim, se consegue reduzir concomitantemente dias de internamento e melhores prognósticos nos doentes internados por Covid-19”.

“Os cuidados de nutrição devem ser uma prioridade, tantos nos cuidados de saúde primários como nos hospitais, em particular nos espaços que tratam de doentes com Covid-19, desde os internamentos às unidades de cuidados intensivos”, defende Pedro Graça, que cita, ainda, o artigo “The national food and nutrition strategy for the Portuguese COVID-19 response” e alerta para o facto de a implementação de medidas de confinamento ter aumentado o desafio para todos aqueles que querem fazer uma alimentação saudável e, em particular, para as camadas mais desfavorecidas da população.

Envie este conteúdo a outra pessoa