ON exige ação governamental imediata 250

Após a publicação por parte da Direção-Geral da Saúde (DGS) do relatório anual do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), a Ordem dos Nutricionistas (ON) emitiu um comunicado a exigir “uma ação governamental imediata que possa dar resposta aos maus hábitos alimentares dos portugueses”.

A ON, no comunicado divulgado, indica estar “preocupada com os hábitos alimentares dos portugueses” que são “inadequados e estão entre os cinco fatores que mais contribuem para a perda de anos de vida saudável”.

Segundo o documento, o elevado consumo de carne vermelha, o baixo consumo de cereais integrais e o elevado consumo de sal são os hábitos que mais contribuem para a perda de anos de vida com saúde dos portugueses.

“Estes resultados reforçam aquilo que temos vindo a defender: é preciso mais ritmo e mais intensidade por parte do Governo para a alteração dos hábitos alimentares nacionais que, como vemos, são responsáveis por grande parte das doenças que assolam a vidas dos portugueses. Estas doenças são, inclusive, fatores de risco para a covid-19 e não podem, em momento algum e perante esta crise pandémica, ser secundarizadas”, indica Alexandra Bento, bastonária da ON, no comunicado divulgado.

A bastonária acrescentou ainda que “as conclusões hoje conhecidas deixam-nos adivinhar um aumento claro das doenças crónicas associadas à alimentação nos próximos tempos e, se não se tomarem medidas imediatas, o retrato da saúde nacional vai degradar-se de ano para ano.”

Envie este conteúdo a outra pessoa