Nestlé “mantém apoio ao Nutri-Score” e prepara novo algoritmo 691

A responsável pela Nutrição, Saúde e Bem-Estar da Nestlé Portugal, Ana Leonor Perdigão, reiterou o apoio da multinacional ao sistema Nutri-Score. Anúncio surge depois de o Governo ter anulado o despacho do anterior Executivo que fazia desta ferramenta uma “medida de saúde pública”.

“A Nestlé mantém o seu apoio ao Nutri-Score”, escreveu a nutricionista especialista em Nutrição Comunitária e Saúde Pública no LinkedIn, para partilhar, “com orgulho”, a continuação do apoio da multinacional em Portugal e na Europa. E lembra que a Nestlé foi dos “primeiros operadores a adotar o Nutri-Score”, em 2019.

Nos últimos anos, indica, a ferramenta tem sido implementada em todo o portfólio de produtos, “estando neste momento em 99% dos produtos aos quais se aplica”. A responsável lembra tratar-se de um “esquema de informação nutricional simplificado baseado em ciência, desenvolvido de forma independente e recomendado por autoridades de saúde em vários países da Europa”.

Neste sentido, Ana Leonor Perdigão refere que a Nestlé se encontra a “iniciar a transição para o novo algoritmo recentemente publicado”.

Despacho do anterior Governo foi anulado

O novo Executivo publicou, na última semana, uma nova portaria sobre a rotulagem simplificada de alimentos que anula o despacho vigente, por considerar que o diploma é ilegal e avalia incorretamente os perfis nutricionais.

Em causa, segundo um comunicado do Ministério da Agricultura e Pescas, citado pela Lusa, “está a utilização da escala Nutri-Score, um sistema de avaliação de perfis nutricionais que pode ser utilizado nas embalagens dos alimentos e coloca, por exemplo, o azeite virgem e virgem extra em pior classificação face a alguns refrigerantes de produção artificial”.

Governo publica portaria que anula diploma sobre Nutri-Score

Envie este conteúdo a outra pessoa