Maria João Gregório: “A importância da nutrição no contexto da covid-19 tem vindo a ganhar peso” 735

Promovido no âmbito do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS) e do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física (PNPAF), o “REACT-COVID – Inquérito sobre alimentação e atividade física em contexto de contenção social”, mostrou que a covid-19 contribuiu para uma alteração nos hábitos alimentares de uma parte significativa dos portugueses. Quase metade da população inquirida reporta ter mudado os seus hábitos alimentares durante o período de confinamento e perto de 42% tem a perceção de que mudou para pior. Em termos de atividade física, mais de 60% admite níveis baixos.

Maria João Gregório, uma das investigadoras responsáveis pelo estudo, assume que as consequências económicas e sociais desta pandemia são grandes e que as dificuldades no acesso à alimentação para muitas famílias portuguesas são uma realidade.

Sabemos, também, que a insegurança alimentar é um indutor das desigualdades em saúde, sendo a prevalência da obesidade e das doenças crónicas superior nos grupos da população mais vulneráveis

Saiba mais sobre os resultados do estudo na edição de julho/agosto da Viver Saudável.

Envie este conteúdo a outra pessoa