Mais de um milhão de portugueses assume ter alimentação predominantemente vegetal 1393

De acordo com um estudo, realizado pela consultora espanhola Lantern, denominado por “The Green Revolution 2021 Portugal”, mais de um milhão de portugueses assume ter uma alimentação predominantemente vegetal.

Segundo o estudo, 11,9% da população assume-se como veggie (que excluem qualquer tipo de produto animal), vegetarianos (que não incluem peixe nem carne, mas consomem os seus derivados, como ovos, leite e mel) e flexitarianos (que comem carne e peixe só ocasionalmente).

O trabalho indica que a dieta com mais adeptos entre os veggies, é a flexitariana, com 800.000 portugueses a não abdicar totalmente da carne nem do peixe, mas a consumir predominantemente vegetais. O vegetarianismo surge em segundo lugar, com 180 mil, seguido doo veganismo, com um total de 40 mil pessoas.

Qualquer que seja o seu tipo de consumo, a razão primordial que leva a esta escolha é sempre a mesma: a saúde, seguida pelo bem-estar animal e pela sustentabilidade.

Sobre o perfil dos consumidores, o estudo revela que uma em cada sete mulheres é veggie, enquanto apenas 1 em cada 10 homens assume preferir este tipo de dieta vegetal.

Envie este conteúdo a outra pessoa