Imposto refrigerantes: Estado arrecada menos 10 milhões do que o esperado 298


02 de fevereiro de 2018

O imposto sobre as bebidas açucaradas rendeu, no ano passado, 69,9 milhões de euros ao Estado, menos 10 milhões do que o previsto no Orçamento do Estado para 2017.

De acordo com os dados do Ministério das Finanças, avançados pela “TSF”, a receita foi maior no verão, confirmando-se a ideia de que a ingestão destas bebidas é maior neste período do ano.

O gabinete de Mário Centeno afirmou que estes quase 70 milhões correspondem a «valores reais cobrados líquidos (deduzidos de reembolsos e de transferências para as regiões autónomas)».

Entre fevereiro e julho, o consumo de bebidas açucaradas caiu 25%. Não existem ainda dados disponíveis relativamente aos restantes meses do ano.

Envie este conteúdo a outra pessoa