Dezoito crianças assistidas em Almada e Barreiro por suspeita de intoxicação alimentar 401

21 de fevereiro de 2017

Dezoito alunos da escola EB2+3 de Corroios, no Seixal, deram ontem entrada nos hospitais do Barreiro e Garcia de Orta, em Almada, com suspeitas de intoxicação alimentar.

Fonte do Hospital Garcia de Orta confirmou a entrada de 13 crianças naquela unidade hospitalar, que apresentavam queixas de náuseas e vómitos.

Segundo a mesma fonte, onze crianças já tinham tido alta cerca das 19:15. As outras duas crianças ainda estavam a ser medicadas, mas estavam a reagir bem e tudo apontava para que também tivessem alta dentro de poucas horas.

Fonte do Hospital do Barreiro também confirmou a entrada naquela unidade de saúde de cinco alunos provenientes da EB2+3 com os mesmos sintomas, náuseas e vómitos, adiantando que alguns alunos já tiveram alta e que nenhum deles configura uma situação de maior gravidade.

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, os bombeiros da Amora e do Seixal transportaram um total 17 crianças – 12 para o hospital Garcia de Orta e cinco para o hospital do Barreiro -, todas com idades próximas dos dez anos.

A 18.ª criança a ser assistida no hospital terá sido encaminhada por familiares, uma vez que não foi transportada pelos bombeiros.

A agência “Lusa” tentou contactar a Escola EB2+3 de Corroios e o agrupamento a que pertence, mas não foi possível.

Envie este conteúdo a outra pessoa