De saída do PNPAS, Pedro Graça afirma: «Mudámos o panorama das políticas alimentares» 0 192

25 de janeiro de 2019

Enquanto assume o cargo de diretor da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto (FCNAUP), Pedro Graça passa a “pasta” da direção do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS) da Direção Geral de Saúde (DGS).

Ainda não se sabe quem sucederá a Pedro Graça, mas «mais importante do que sugerir nomes, é continuar a apostar fortemente nas políticas alimentares e de nutrição no âmbito da promoção da saúde», garante o ainda diretor do PNPAS, em entrevista à Revista Viver Saudável. O responsável avançou ainda que, «sem dúvida», a direção deveria ser assumida por um nutricionista.

Satisfeito e com sentimento de missão cumprida, Pedro Graça faz um balanço bastante positivo do período em que esteve à frente do PNPAS: «Foram 10 anos em que mudámos o panorama das políticas alimentares com cinco ministros da saúde diferentes. Foi lançada uma política alimentar nacional. Outros melhores e mais novos darão continuidade a este trabalho. Tenho a certeza».

Questões éticas estão na base da renúncia do nutricionista ao cargo que ocupa na DGS. «Não creio que seja ético acumular estas funções. Quando vim para o PNPAS, abandonei todas as funções privadas, nomeadamente na indústria alimentar, por causa deste princípio. O mesmo se aplicará agora aqui», concluiu.

Leia a entrevista na íntegra na Revista Viver Saudável.

Envie este conteúdo a outra pessoa