CAP apela a que não se aproveite crise para subir preços 252

De acordo com o publicado no portal da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), o presidente Eduardo Oliveira e Sousa apela a que não se aproveite pandemia por covid-19 “para provocar oscilações de preços”.

 

“Faço um apelo generalizado para que não se aproveite esta situação de crise para provocar oscilações nos preços, retirando em absoluto da equação a especulação. Isto é válido para os dois lados, para quem compra, mas também para quem vende”, defendeu o presidente da CAP, no texto divulgado.

Para Eduardo Oliveira e Sousa, o setor deve posicionar-se “de forma pró-activa e imbuído de um espírito de atenção e serenidade”.

O presidente do CAP indicou que “tem mantido contacto com o topo da cadeia da distribuição e temos referido que os produtos alimentares com origem na produção nacional, para além de seguros, estão em produção regular, pelo que não se vislumbram quebras nos circuitos normais de abastecimento”.

“É por isso importante redobrar esforços e medidas que minimizem quaisquer notícias de falhas”, reforça.

Para Eduardo Oliveira e Sousa “importa por isso passar uma mensagem de confiança no sector, em particular aqueles que estão mais relacionados com os produtos de grande rotatividade, como são os frescos – frutas, legumes, ovos, leite, carne – e estreitar o relacionamento com os circuitos de comercialização e abastecimento do mercado”.

Segundo o indicado, “têm-se verificado já algumas quebras, motivadas pela “corrida” aos supermercados, mas a montante há condições de repor”.

Eduardo Oliveira e Sousa termina por pedir que “essa cadeia mantenha o mais possível a sua cadência, por forma a que as pessoas sintam que as eventuais quebras são pontuais e que o fornecimento será reposto”.

Envie este conteúdo a outra pessoa