Brócolos ajudam a prevenir e tratar o cancro 963

Há muito associados à diminuição do risco de cancro, os brócolos contêm uma molécula que inativa um dos genes responsáveis pelo aparecimento da doença. A descoberta é avançada num estudo liderado por Pier Paolo Pandolfi, diretor do Cancer Center and Cancer Research Institute at Beth Israel Deaconess Medical Center.

Comer brócolos regularmente pode, segundo a investigação divulgada no jornal Science, prevenir e ajudar a tratar o cancro quando este já está instalado no organismo. De acordo com os cientistas, o vegetal contém uma molécula que inativa um gene que está por trás do aparecimento de vários tipos de tumor.

Pier Paolo Pandolfi explicou em comunicado de imprensa que este caminho surge não só como um regulador para o controlo do crescimento do tumor, mas também como um “calcanhar de Aquiles” que pode ser direcionado com opções terapêuticas.

No entanto, e apesar de este ser um hábito relativamente simples de adotar, para sentir os referidos benefícios, é preciso ingerir 2,7 quilos de brócolos por dia, além de que o alimento deve ser ingerido cru, informa o estudo.

Atualmente, Pier Paolo Pandolfi e a sua equipa de investigadores estão a estudar outros métodos do organismo humano adquirir os níveis necessários de moléculas presentes nesses vegetais, de forma a abrir novas perspetivas para o tratamento do cancro.

Envie este conteúdo a outra pessoa