Agências europeias debatem medicamentos à base de plantas 333

O Infarmed presidiu a oitava reunião no âmbito da Presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, num evento que reuniu cerca de 70 participantes do Comité de Medicamentos à Base de Plantas (HMPC).

Durante os dois dias da reunião, os debates e apresentações centraram-se principalmente no uso medicinal da canábis e no recurso a medicamentos à base de plantas na prevenção e tratamento de COVID-19.

Os peritos do Infarmed partilharam as suas experiências na implementação de legislação relativa à utilização de medicamentos e preparações à base de Cannabis em todas as fases do circuito.

Os especialistas internacionais concluíram, ainda, a necessidade de realização de estudos que sejam capazes de responder, de forma mais concreta, a questões como as implicações, efeitos secundários e resultados positivos dos medicamentos à base de plantas, assim como da existência de informações credíveis relativas à possibilidade de interacções entre produtos à base de plantas e outros medicamentos, tanto para médicos como para doentes, tal como a que é disponibilizada pelo Observatório de Interacções Plantas-Medicamentos, da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra.

Envie este conteúdo a outra pessoa