Preço global dos alimentos dispara quase 40% em maio 488

Os preços dos alimentos sofreram o maior aumento da última década, no passado mês de maio. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o aumento foi de 39,7%.

O índice dos preços dos alimentos da Agência para a Agricultura e Alimentação da ONU (FAO), indica que a tendência é de crescimento, coisa que tem acontecido nos últimos 12 meses.

A FAO dá um especial destaque para o açúcar, cereais e óleos de vegetais.

A Agência da ONU prevê uma produção global recorde de cereais este ano, o que pode ajudar a aliviar a subida dos preços.

Atualmente, a taxa de inflação anual da zona euro é estimada em 2,0% em maio de 2021, contra 1,6% em abril e 0,1% em maio de 2020, de acordo com uma estimativa rápida divulgada pelo Eurostat. Esta é a primeira vez que este valor bateu na linha vermelha do Banco Central Europeu desde 2018.

O conselho de administração do BCE vai reunir-se na próxima semana para decidir se ajustará a sua política monetária, de forma a responder à subida dos preços.

Envie este conteúdo a outra pessoa