Portugal quer produzir 25 mil toneladas de peixe em aquacultura em 2030 412

A partir de 2030, Portugal pretende produzir 25 mil toneladas por ano, de peixe em aquacultura.

O anúncio foi feito pelo ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos.

“Neste momento, produzimos 14.000 toneladas de pescado em aquacultura. O nosso objetivo é chegar às 25.000 toneladas em 2030, em termos perfeitamente realistas”, indicou, sublinhando que a projeção é feita com base “no crescimento que está a acontecer”.

Um dos objetivos é que com este contributo no setor do pescado, o total das exportações passe a ser de 7%.

De acordo com o ministro, para que isso aconteça, o setor vai contar com financiamento comunitário, através do programa Mar 2020 e do Fundo Azul.

Ricardo Serrão Santos indicou que entre 2013 e 2018, a produção de peixe e moluscos em aquacultura em Portugal cresceu 41% e as vendas aumentaram 124%, sendo que em 2019 excedeu as 14.000 toneladas (mais 2,5% do que em 2018) e o volume de negócios foi de 118,5 milhões de euros (mais 24% do que no ano anterior).

O governante destacou ainda o potencial da Madeira, onde a produção já atingiu as 1.200 toneladas por ano, com um volume de negócios de 6 milhões de euros.

O ministro do Mar considera que a aquacultura é um processo em expansão, embora reconheça que, no século passado, o setor teve um impacto negativo no ambiente marinho, devido à utilização de antibióticos e nutrientes que contaminaram as águas.

“Mas agora vamos ter a aquacultura como uma via de desenvolvimento e de grande futuro na economia do mar e das populações”, destacando a sua relevância no futuro da alimentação da população mundial.

Envie este conteúdo a outra pessoa