OMS destaca Portugal como um exemplo na luta contra a obesidade 0 204

A Organização Mundial de Saúde (OMS) destacou recentemente Portugal como um exemplo na luta contra o obesidade.

A Iniciativa de Vigilância da Obesidade Infantil da União Europeia e OMS, Cosi, indica que a taxa de obesidade em Portugal tem reduzido de forma lenta e segura.

De acordo com os dados apresentados, em 2008 o número de crianças com excesso de peso situava-se nos 37,9%, e em 2016 desceu para os 30,7%.

No mesmo período a percentagem das crianças obesas baixou de 15,3% para 11,7%, apesar de continuar a ser um dos mais altos índices da Europa.

Já para não falar que em 2016, mais de 80% das crianças portuguesas entre os seis e os oito anos bebiam refrigerantes, sendo que essa era uma das grandes causas da elevada taxa de obesidade infantil no país.

E a que se deve essa redução? A OMS destaca o imposto sobre bebidas açucaradas que o nosso país adotou, referindo a coragem que as autoridades portuguesas tiveram ao enfrentar uma indústria mais preocupada com o lucro do que com a saúde das crianças.

A nota publicada indica que, apesar de ainda não existirem números conclusivos, a OMS tem um programa que segue a evolução desta taxa ao longo de 12 anos e garante que é já notória uma quebra sustentada da obesidade entre os menores portugueses.

A OMS destaca que embora ainda haja muito por fazer para promover comportamentos saudáveis, as medidas implementadas por Portugal são uma referência de boas práticas para conter o crescimento da obesidade infantil.

 

Envie este conteúdo a outra pessoa