Maior conhecimento das águas minerais naturais 0 359

Um estudo sobre as águas minerais naturais de Portugal Continental pretende ajudar a obter um maior conhecimento da microbiologia das águas minerais naturais e a validação científica dos tratamentos termais.

Realizado pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), o trabalho intitulado “Hidrogenoma – Uma nova Visão Estratégica para as Águas Minerais Naturais” defende que um maior conhecimento das águas minerais naturais leva a uma melhor gestão, exploração e valorização deste recurso. A investigação estudou durante dois anos e meio cerca de 80 águas minerais naturais do território nacional, usadas em termalismo e em engarrafamento, proporcionando uma análise mais profunda às características de cada uma delas.

Relativamente às águas minerais naturais engarrafadas, Carla Lourenço, diretora de Serviços de Recursos Hidrogeológicos e Geotérmicos da DGEG, realça que o estudo poderá trazer benefícios na determinação do prazo de validade e na escolha de materiais mais adequados para o seu transporte e conservação. Para além disso, o conhecimento do micro-organismo presente em cada uma das águas vai permitir que os concessionários possam introduzir nos rótulos indicações terapêuticas, como por exemplo, a menção de que “faz bem à digestão”.

Segundo a responsável, o trabalho em questão vai também contribuir para “credibilizar o termalismo em Portugal”, setor que assenta atualmente as suas indicações terapêuticas em critérios empíricos ou apenas na composição química das águas.

Envie este conteúdo a outra pessoa