Estudo: “Gene vegetariano” pode ser nefasto para a saúde 242

01 de Abril de 2016

Um estudo revela que o gene que ajuda as pessoas vegetarianas a criar ácidos gordos adicionais pode ter um impacto negativo na saúde desses indivíduos.

De acordo com os investigadores, os ácidos produzidos reagem de uma forma agressiva a óleos de cozinha baratos, podendo dar origem a inflamações, cancro do colon e problemas cardíacos.

O estudo revela ainda que habitantes de países com uma dieta baseada em plantas, desenvolveram uma mutação genética que os deixa vulneráveis a graves inflamações.

O estudo, feito pela Universidade de Cornell, em Nova Iorque, e publicado em Molecular Biology and Evolution, comparou sequências genéticas de 234 indianos – que consomem pouca carne – e de 311 americanos do Kansas – onde a carne é consumida regularmente, avançou a “TVI 24”.

Envie este conteúdo a outra pessoa