Covid-19: Governo contratou mais de 5.000 profissionais de saúde 197

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales anunciou que o Governo contratou mais de 5.000 profissionais, entre os quais médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e operacionais e técnicos superiores, durante a pandemia da covid-19.

O anúncio foi feito na habitual conferência de imprensa de atualização da situação da pandemia em Portugal.

“Contratámos a termo resolutivo certo 5.076 profissionais, entre os quais 180 médicos, 1.685 enfermeiros, 548 assistentes técnicos, 2.046 assistentes operacionais e 129 técnicos superiores”, disse António Lacerda Sales.

“Hoje, o Ministério da Saúde tem mais 2.320 médicos especialistas relativamente a 31 de dezembro de 2019”, indicou.

O secretário de Estado avançou ainda que este tipo de contratações continua em aberto, podendo as administrações hospitalares contratar profissionais dos diferentes segmentos.

António Lacerda Sales disse ainda que estão a decorrer concursos de mobilidades e de contratação de médicos de saúde pública, medicina familiar e a terminarem a especialidade.

Relativamente aos clínicos aposentados, o secretário de Estado, indicou que até maio deste ano, foram 222 médicos especialistas e 95 de medicina geral e familiar os reformados, salvaguardando que até ao momento, este número pode ter aumentado.

Envie este conteúdo a outra pessoa