China quer reduzir o consumo de carne 680

28 de Junho de 2016

A China quer reduzir o consumo de carne para metade. O Ministério da Saúde chinês já criou um novo guia de alimentação que recomenda uma ingestão diária de 40 a 75 gramas de carne.

Esta medida irá contribuir para a redução da emissão de gases poluentes. Está prevista uma diminuição de mil milhões de toneladas até 2030, visto que a grande maioria das emissões poluentes é causada pelo gado bovino e suíno, segundo uma notícia avançada pelo jornal “Público”.

A China representa cerca de um terço do consumo global de carne. Cada chinês poderá ultrapassar o consumo de 90 quilos de carne por ano em 2030, se esta nova medida não surtir os efeitos desejados.

No entanto, há países onde o consumo de carne é ainda mais elevado. A Austrália já ultrapassou a barreira dos 90 quilos de carne por ano, em 2013, e nos EUA e em Israel o consumo é duas vezes maior do que o chinês.

Envie este conteúdo a outra pessoa