Beber sete ou mais chávenas de café por dia aumenta risco de demência 432

Segundo um estudo, beber demasiado café pode ser nocivo para a saúde cerebral e eleva o risco de demência.

O estudo, denominado por “High coffee consumption, brain volume and risk of dementia and stroke“, é da autoria de Kitty Pham, Anwar Mulugeta, Ang Zhou, John O’Brien, David J. Llewellyn e Elina Hyppönen.

O artigo foi publicado no site News Medical Life Sciences.

Os investigadores da University of South Australia, sugerem que que a ingestão excessiva de café está associada a um maior risco de desenvolvimento de alterações neurológicas prejudiciais e de demência.
Beber sete ou mais chávenas de café por dia aumenta risco de demência

A demência é uma condição degenerativa do cérebro que afeta a memória, o raciocínio, comportamento e a habilidade de executar tarefas simples do dia-a-dia.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), estima que em todo o mundo, mais de 50 milhões de indivíduos sofram desta patologia.

A equipa de cientistas analisou os registos médicos de mais de 17 mil voluntários, entre os 37 e os 73 anos, registados no UK Biobank, uma base de dados médicos de cidadãos britânicos.

Constataram que os indivíduos que consumiam sete ou mais chávenas de café diariamente, apresentavam uma predisposição mais elevada de até 53% de virem a sofrer de demência.

Pode consultar o estudo aqui.

Envie este conteúdo a outra pessoa