Porções alimentares mais saudáveis debatidas no Parlamento Europeu 690

17 de Março de 2016

Ontem, cientistas, políticos, profissionais de saúde, consumidores e indústria reuniram-se no Parlamento Europeu para discutir a importância das porções na alimentação, com o intuito de melhorar os hábitos de consumo em termos quantitativos.

«A ciência tem-nos mostrado que o controlo do tamanho das porções é central nas estratégias de gestão de peso. A ingestão de energia pode ser reduzida ao adotar novas normas relacionadas com as porções e com os comportamentos alimentares em geral. Regulamentar o tamanho de porções das embalagens é fácil. Regulamentar o tamanho das porções da maioria dos produtos alimentares consumidos em casa é um desafio totalmente diferente que deve ser levado a sério em cada casa, em cada cozinha» explicou, em comunicado, Mike Gibney, da Universidade College, Dublin.

Estudos recentes sugerem que, especialmente em crianças, os elevados níveis de consumo decorrem do aumento repetitivo das porções alimentares. Outros estudos apontam para o facto de a redução do tamanho das porções ser a forma mais fácil de intervir na redução dos níveis de obesidade.

Envie este conteúdo a outra pessoa