Personalidades ilustres na área da saúde, ciência, tecnologia e economia vão avaliar, orientar e eleger projetos capazes de contribuir para melhorar a sustentabilidade dos serviços de saúde 312

Candidaturas abertas até ao dia 12 de agosto e à procura de ideias, projetos e iniciativas subordinadas ao tema da ‘Sustentabilidade para um futuro comum’

Com as candidaturas ainda a decorrer para o BI Award for Innovation in Healthcare, uma iniciativa da Boehringer Ingelheim, com o apoio institucional da Ordem dos Médicos, quem se sente inspirado por esta temática tem ainda a oportunidade de apresentar possíveis soluções para os muitos desafios existentes no sistema de saúde na área da sustentabilidade. Agora é hora de conhecer os júris e mentores do projeto, personalidades que terão o desafio de orientar os participantes e avaliar os projetos a concurso.

Em outubro, as 12 equipas selecionadas irão participar num evento de hackathon, em que terão a oportunidade de ser acompanhadas por mentores especializados durante 48 horas para, em conjunto, ultrapassarem obstáculos, preverem dificuldades e, assim, tornarem os projetos o mais robustos possível para que possam vir a ser integrado integrados num ecossistema adequado à sua aplicação.

Alberto Caldas Afonso, Professor no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e diretor do Centro Materno Infantil do Norte, ao qual se juntam António Câmara, Professor na universidade Nova de Lisboa em sistemas de informação e realidade virtual; Armando Vieira, Head of Data Science na Hazy e investigador na área de Inteligência Artificial e redes neurais artificiais; Bruno Magalhães, administrador hospitalar do Centro Hospitalar Universitário do Porto; Frederico Fezas Vital, diretor executivo do Católica-Lisbon Yunus Social Innovation Center; Luís Campos Pinheiro, Presidente da Mesa da Assembleia Regional do Sul da OM e Professor da Faculdade de Ciências Médicas da Nova Medical School; Luís Rasquilha, CEO da Inova Consulting e da Inova Business School; Manuel Teixeira Veríssimo, presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos; Nadim Habid, professor de economia na NOVA e conselheiro coordenador da SEDES e Pedro Janela, CEO e co-fundador do WYgroup.

Uma lista de mentores das áreas especializadas, que só fica completa com mais três nomes de peso, mentores de projeto, que irão partilhar experiência, conhecimento e suporte emocional, maximizando assim o potencial de cada ideia: Ana Prata, professora e coordenadora do ensino de Empreendedorismo e Inovação na Faculdade de Ciências da Universidade Nova de Lisboa e embaixadora do Pacto Climático Europeu; Miguel Eça de Matos, consultor de negócios, licenciado em Economia na Universidade Lusíada de Lisboa e mestre em Gestão em Saúde pela Universidade Nova de Lisboa e Vera Corte-Real, fundadora da Biogenium, formada em Biologia Celular e Molecular pela FCT-UNL, mestre em Microbiologia Aplicada pela FCUL-UL e especializada em Programação Neurolinguística e transformação de comportamento humano.

A lista dos júris, que irão avaliar o pitch feito pelas equipas candidatas e que têm a seu cargo a tarefa de selecionar as três vencedoras, inclui nomes ilustres e bem conhecidos na área da saúde: Elsa Frazão Mateus, presidente da EUPATI Portugal; Eurico Castro Alves, presidente da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos; Hélder Mota Filipe, Bastonário da Ordem dos Farmacêuticos; Luís Campos, presidente da Conselho Português para a Saúde e Ambiente; Maria de Belém Roseira, ex ministra da Saúde; Maria do Céu Machado, presidente da Sociedade de Ciências Médicas; Pedro Pita Barros, professor catedrático da Nova School of Business and Economics, Universidade Nova de Lisboa e Xavier Barreto, presidente da APAH – Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares.

Os vencedores serão conhecidos numa cerimónia a realizar no dia 24 de novembro, onde serão entregues os prémios de 20 mil euros à equipa vencedora, dez mil euros à segunda classificada e cinco mil euros à terceira, havendo ainda a possibilidade de integrar alguns destes projetos em ecossistemas da área da saúde. No entanto, a todas as equipas que cheguem à fase de discussão de projetos vai ser atribuído um valor de mil euros.

Mais informações e candidaturas em https://biaward2023.pt/

Nada pode ficar igual quando tudo muda!

Envie este conteúdo a outra pessoa