O excesso de peso na infância é fator de risco para várias doenças 0 78


29 de janeiro de 2019

A obesidade na infância é, por si só, um fator de risco para a possibilidade de surgimento da diabetes e hipertensão na vida adulta futura, diz a bastonária da Ordem dos Nutricionistas. 

 

Numa entrevista à rádio “TSF”, Alexandra Bento fala sobre os riscos da obesidade em tenra idade e recorda que em Portugal cerca de um terço das crianças têm excesso de peso e reforça a urgência em combater este problema. «Condenar uma criança a ser menos saudável, porque não teve bons hábitos alimentares e porque toda a sociedade não se organizou para que ela tivesse bons hábitos alimentares, é questão que deve merecer preocupação imensa».

 

A bastonária defende a necessidade de novas medidas: «Não quero dizer que os nossos ministros, os nossos secretários de Estado, os nossos deputados estão a negligenciar esta situação, mas que porventura não estão a imprimir o necessário esforço para melhorar o cenário alimentar das nossas crianças», reconhecendo ainda assim, que têm sido dados passos relevantes nos últimos anos.

Envie este conteúdo a outra pessoa