Novo livro quer ser guia de nutrição para profissionais 874

O novo livro “Alimentação Individual e Coletiva – Nutrir Pessoas, Planear Refeições e Gerir Serviços”, da autoria dos nutricionistas Ada Rocha, Carlos Damas e Cláudia Viegas, e editado pela LIDEL, apresenta-se como o “guia de nutrição para os profissionais da área”.

“O ‘Prato do Dia’ de hoje já não é o mesmo ‘Prato do Dia’ do tempo dos nossos pais”, explica a LIDEL. Em comunicado, a editora refere que “fazer um menu implica conhecer os alimentos não apenas em termos de sabor, mas também nos seus nutrientes, perceber o que são as recomendações nutricionais, seja para adultos ou crianças, e de que forma é que essas recomendações devem influenciar as ementas nos restaurantes, nos hotéis ou outros sistemas de produção e distribuição de refeições”.

E é precisamente neste cenário que surge o livro “Alimentação Individual e Coletiva – Nutrir Pessoas, Planear Refeições e Gerir Serviços”, uma obra que “aborda a nutrição numa perspetiva enriquecedora e esclarecedora para todos os profissionais que têm de lidar com alimentos no dia a dia”. Conhecer os alimentos, as suas características e de como deles é possível ter benefícios individual e coletivamente, “é fundamental para dar resposta à exigência crescente dos consumidores”.

Partindo duma base de ciência nutricional, este livro foi escrito a pensar nos profissionais da hotelaria e da restauração, nos estudantes do ensino superior da área da alimentação e nutrição, e nos nutricionistas, assim como em outros interessados nestas matérias.

Divido em três parte, os leitores poderão encontrar neste livro informações sobre os Alimentos e Recomendações Alimentares e Nutricionais, com os aspetos básicos dos alimentos e a sua relação com os nutrientes. Segue-se o Planeamento de Refeições e Ementas, que adapta as recomendações nutricionais de diferentes grupos populacionais aos diferentes contextos de alimentação individual e coletiva, referindo também a elaboração de fichas técnicas.

Por fim, a Organização e Gestão de Serviço de Alimentação Coletiva, sobre os diferentes sistemas de produção e distribuição de refeições, os aspetos relacionados com a legislação atual no que se refere aos alergénios, e também à sustentabilidade.

Segundo os autores, “este é um manual que se quer prático, com aplicação a contextos concretos, e em que são referidas porções de alimentos e valores nutricionais”. Já Helena Ávila, nutricionista especialista em Alimentação Coletiva e Restauração e autora do prefácio, afirma que “com um pensamento estruturado, [os autores] preenchem o vazio sobre a falta de uma obra que aborde um conhecimento simultaneamente conceptual, científico e operacional da alimentação coletiva na área da saúde, conseguindo uma comunicação simples, mas tecnicamente exigente, precisa e esclarecedora”.

Envie este conteúdo a outra pessoa