Malnutrição matou mais de 160 crianças angolanas no Bié em 2018 0 13

15 de janeiro de 2019

Mais de 160 crianças morreram em 2018 na província do Bié, Angola, por malnutrição severa, segundo dados divulgados pelo Centro Nutricional Terapêutico local.

 

Como avançado pela agência “Lusa”, a responsável do centro, Dulce Cufa informa que, contudo, houve uma diminuição de 28 óbitos comparativamente a 2017, quando foram diagnosticadas e tratadas 1.022 crianças, especialmente de famílias com menos condições sociais.

 

Alguns dos fatores para o surgimento da doença são o desmame precoce, a carência alimentar e patologias, como explicado pela responsável, que acrescenta que têm sido realizadas palestras sobre prevenção e combate à malnutrição nestas comunidades.

 

Em 2018, dados governamentais informavam que Angola tinha uma taxa de desnutrição crónica na ordem dos 38 por cento, com metade das províncias do país em situação de «extrema gravidade de desnutrição», onde se destacava o Bié, com 51%.

 

«São cerca de nove províncias que estão em situação de extrema gravidade de desnutrição, sete províncias em situação de prevalência elevada e duas províncias em situação de prevalência média», descreveu Maria Futi Tati em junho de 2018.

Envie este conteúdo a outra pessoa