Há duas portuguesas entre as melhores cientistas do mundo 1535

A 2.ª edição do ranking Research.com das “Melhores Cientistas do Mundo” em 2023 conta com a presença de duas portuguesas, numa lista com mil profissionais e milhares de citações e publicações científicas.

Joann E. Manson, da Escola Médica de Harvard, nos Estados Unidos, foi considerada a melhor cientista de 2023. Conta com mais de 330 mil citações e mais de duas mil publicações. O segundo e terceiro lugares são ocupados pelas conterrâneas Virgínia Lee (Universidade da Pensilvânia) e Tamara Harris (Instituo Nacional de Saúde).

Os Estados Unidos são o país com mais representantes na lista, ao contemplar 609 mulheres. Ou seja, em média, seis em cada dez cientistas são norte-americanas. Segue-se o Reino Unido (96) e a Alemanha (37).

Portugal conta com duas representantes no ranking. Isabel Ferreira, do Instituto Politécnico de Bragança, ocupa a 614.ª posição, com 47.537 citações e mais de 1400 publicações. Já Catarina Oliveira, da Universidade de Coimbra, está no 883.º lugar, com mais de 30 mil citações e 552 publicações.

A classificação é composta por cientistas líderes de todas as principais áreas da ciência e baseou-se numa análise detalhada de 166.880 perfis. Para apresentar o “índice H”, com mil profissionais, foram estudadas as “contribuições feitas numa de pesquisa, além dos prémios e reconhecimentos académicos”.

“Estamos dolorosamente conscientes de que a investigação científica é continuamente uma linha de trabalho maioritariamente masculina e acreditamos que as mulheres cientistas merecem oportunidades iguais de serem representadas e elogiadas pelas suas realizações”, informa a organização.

Envie este conteúdo a outra pessoa