EU Health Award vai para ONG’s, cidades ou escolas com projetos contra obesidade 0 224

O EU Health Award, organizado pela Comissão Europeia, é dedicado este ano a iniciativas de cidades, organizações não governamentais (ONGs) e escolas que de alguma forma contribuíram para a redução da obesidade em crianças e jovens na União Europeia e desta forma promover a saúde pública.

A premiação prevê projetos que tenham como público-alvo crianças e jovens, dos 6 aos 18 anos e contempla, por exemplo, campanhas para prevenir o excesso de peso, para a capacitação de profissionais.

O excesso de peso e a obesidade são um desafio em todo o mundo. Apesar das ações a nível europeu para reverter as tendências crescentes, a proporção da população com excesso de peso ou obesidade permanece muito alta, tanto para adultos como para crianças e jovens. Como é informado numa notícia no site da Comissão Europeia, um compromisso de cidades, ONGs e escolas é fundamental para lidar efetivamente com esta tendência preocupante. A situação é particularmente importante para as crianças e jovens, a população mais vulnerável. Assim, as crianças e os jovens devem ser protegidos desde cedo de doenças crónicas decorrentes do excesso de peso e obesidade e dos problemas de saúde e económicos.

Segundo estimativas da WHO’s Childhood Obesity Surveillance Initiative (COSI), cerca de 1 em cada 3 crianças na UE com 6-9 anos de idade estava com excesso de peso ou obesidade em 2015. Este é um aumento preocupante desde 2008, quando os dados estimados eram de 1 em 4. A dieta e a inatividade física são fatores determinantes da obesidade em adultos, assim como em crianças e jovens. Especialmente alarmante é o fato da atividade física tender a diminuir entre 11 e 15 anos na maioria dos países europeus. Problemas relacionados ao excesso de peso, à obesidade e à inatividade física tendem a começar na infância e afetam com frequência os grupos socioeconómicos desfavorecidos.

De acordo com um estudo da OCDE, uma pessoa obesa incorre em 25% mais gastos com saúde do que uma pessoa com peso normal num determinado ano. Até 7% dos orçamentos da saúde da UE são gastos em doenças relacionadas com a obesidade todos os anos, enquanto que 3% dos orçamentos de saúde da UE são gastos na prevenção.

A Comissão Europeia tem apoiado os Estados-Membros da UE na promoção de estilos de vida mais saudáveis entre crianças e jovens, através de iniciativas como o EU Action Plan on Childhood Obesity, o Tartu Call for a Healthy Lifestyle e o progama School Schemeem que incluem a distribuição de frutas, legumes e leite entre as crianças em idade escolar.

Envie este conteúdo a outra pessoa