Crianças até aos cinco anos só devem ingerir água e leite 0 475

Segundo um estudo do Healthy Eating Research, de investigadores norte-americanos, bebés e crianças devem beber apenas água e leite.

Para os cientistas bebidas como refrigerantes, bebidas açucaradas e à base de cafeína devem ser evitadas, pelo menos até aos 5 anos de idade, de modo a evitar-se a obesidade infantil.

De acordo com as novas diretrizes nutricionais para crianças promovidas pela Academia Norte-Americana de Pediatria, Academia de Nutrição e Dietética, Associação Norte-Americana do Coração e Academia Norte-Americana de Odontopediatria, há recomendações a ter em conta em todas as idades, desde o nascimento até aos cinco anos.

Entre o nascimento e os 6 meses, os bebés devem consumir apenas leite materno ou fórmula infantil. Dos 6 aos 12 meses, os bebés já podem ter água na sua dieta, porém, em pouca quantidade.

Entre os 12 e os 24 meses, as crianças devem beber, em média, de um a quatro copos de água diariamente e podem começar a beber leite integral pasteurizado. Uma pequena quantidade de sumo, não mais que 120 ml também é bem-vinda, desde que natural da fruta e sem açúcar. Entre os 2 e os 3 anos, as crianças devem beber entre um a quatro copos de água por dia e fazer a transição para o leite sem gordura ou com pouca gordura. Entre os 4 e os 5 anos, as crianças devem beber entre 1,5 a cinco copos de água por dia e leite magro ou com pouca gordura.

Segundo as novas diretrizes, crianças de até 5 anos não devem consumir nenhuma bebida com açúcar ou com outros adoçantes, como leite com chocolate, refrigerantes e bebidas com cafeína. Bebidas à base de plantas, como leite de amêndoa, arroz ou aveia, também não são recomendáveis.

Todas estas medidas e recomendações tem a ver com o alto índice de obesidade infantil nos Estados Unidos.

Os investigadores do Healthy Eating Research chegam mesmo a indicar que quase metade das crianças entre os dois e os cinco anos nos EUA consome bebidas açucaradas diariamente, o que aumenta o risco de obesidade, diabetes e outros problemas de saúde.

Envie este conteúdo a outra pessoa