Covid-19: Obesidade pode prejudicar eficácia de uma eventual vacina 603

Numa entrevista dada à CNN, Raz Shaikh, professor de nutrição da Universidade da Carolina do Norte-Chapel Hill, chamou a atenção, para que as vacinas contra a covid-19, podem não funcionar em pessoas que sofram de obesidade.

“Será que vamos ter uma vacina contra a covid-19 adaptada para obesos no próximo ano? De forma alguma. A vacina vai funcionar em obesos? A nossa previsão dita que tal não vai acontecer”, afirmou à CNN.

Tendo em conta que os Estados Unidos é um dos países mais afectados pela covid-19, com grande parte da sua população acima do peso, estas afirmações trazem preocupações acrescidas.

Na mesma entrevista, refere-se que já foi provado que vacinas contra a gripe, hepatite B, tétano e raiva, são menos eficazes em pessoas obesas do que no resto da população, sugerindo que o mesmo possa acontecer também com o novo coronavírus.

Isto acontece porque a obesidade interfere na resposta imunológica, pois um sistema imunológico saudável consegue activar e desactivar a infecção conforme necessário, através dos glóbulos brancos e de proteínas que combatem o vírus.

Contudo, exames de sangue mostram que pessoas obesas e outras com factores de risco associados, registam um estado de inflamação ligeira crónica, que se mantém activa.

Mas esta não é a primeira vez que se chama a atenção para que a obesidade seja um problema na luta contra a covid-19. Um estudo realizado na China, concluiu que os pacientes infectados com a covid-19, com mais peso, corriam maior risco de morte do que os outros mais magros.

Envie este conteúdo a outra pessoa