Consumo de bebidas alcoolicas diminui 5% 163

De acordo com o Inquérito Nacional de Saúde divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em 2019, quase 30% da população consumia bebidas alcoólicas diariamente. Contudo este valor apresenta uma diminuição de 5% em relação a 2014.

Cerca de 6,2 milhões de pessoas (69,4%) com 15 ou mais anos referiram ter consumido bebidas alcoólicas nos 12 meses anteriores ao inquérito, sendo que 1,8 milhões fizeram-no diariamente (29,6%), 1,9 milhões (31,4%) consumiram regularmente mas não todos os dias e 1,0 milhões (17,0%) apenas ocasionalmente.

“Comparativamente com os resultados de 2014, o consumo diário de bebidas alcoólicas diminuiu 5% (34,5% em 2014), tendência transversal a homens e mulheres mas mais evidente nos grupos etários mais elevados”, indica o INE.

O consumo diário foi mais frequente na população entre os 55 e os 74 anos, com cerca de 34%. Já por sexo, 40,3% dos homens consumiram bebidas alcoólicas diariamente, enquanto mais de metade das mulheres fizeram-no com uma regularidade mensal ou só ocasionalmente.

Os dados mostram também que aumentou o número de pessoas que disseram ter consumido seis ou mais bebidas alcoólicas numa única ocasião ou evento (consumo arriscado) pelo menos uma vez nos 12 meses anteriores, totalizando 2,6 milhões, o que corresponde a 42,8%.

O inquérito indica que “este resultado reflete um aumento de cerca de 9,6% relativamente a 2014 (33,2%), mais evidente nas mulheres (30,3% em 2019 e 18,1% em 2014)”. Já os homens apresentam cerca do dobro do consumo em 2019, o triplo em 2014.

O estudo realizado pelo INE teve como base uma amostra representativa de 22.191 alojamentos de todo o país.

O Inquérito Nacional de Saúde tem como objetivo principal “caracterizar a população residente com 15 ou mais anos em três grandes domínios: estado de saúde, cuidados de saúde e determinantes de saúde relacionadas com estilos de vida”.

Envie este conteúdo a outra pessoa