Bastonária da ON defende estratégia para os lares 529

22 de fevereiro de 2017

Em entrevista ao jornal “Diário de Notícias”, a bastonária da Ordem dos Nutricionistas, Alexandra Bento, falou sobre a necessidade de criação de uma estratégia para a nutrição dos idosos, assunto que é negligenciado atualmente pela ausência de nutricionistas tanto em lares como em centros de saúde.

 

A Bastonária alerta para o facto de a maior parte dos lares pertencer a instituições de solidariedade social, sem a presença de profissionais da nutrição. «O estado nutricional não se resolve apenas com a definição de uma ementa», explica. 

 

A solução prende-se, segundo a Alexandra Bento, com «um diagnóstico precoce» e no cumprimento de dois requisitos, no caso dos idosos institucionalizados, «o da saúde e o do bem-estar, do momento em que estão juntos em convívio».

 

Em relação ao projeto do ministério da saúde que pretende inserir no Sistema Nacional de Saúde 55 nutricionistas, a Bastonária sublinha a necessidade desta medida visto que, atualmente, «existem 100 centros de saúde que oferecem nutricionista, o que é manifestamente insuficiente. Se o nosso país quiser apostar na saúde tem de prevenir e por isso os nutricionistas são fundamentais». 

 

«Os anos de vida saudáveis estão a reduzir por maus hábitos alimentares, excesso de peso e tabagismo. Temos de apostar forte nas crianças através das escolas e nos idosos com intervenções nos lares», afirma a Alexandra Bento.

WordPress Ads
Envie este conteúdo a outra pessoa