Alexandra Bento quer mais regras para comida das amas 589

A bastonária dos nutricionistas, Alexandra Bento, enviou na passada terça-feira uma carta aos secretários de Estado da Segurança Social e da Inclusão para perceber e analisar “quais as medidas acionadas para assegurar uma alimentação saudável e equilibrada das crianças”.

Alexandra Bento falou ao JN e em causa está o Despacho 11239/2022, de 19 de setembro, que estabeleceu uma atribuição de um subsídio mensal para a alimentação de crianças que estejam em amas da Segurança Social. “Diz muito pouco sobre a alimentação. Apenas que tem que ser saudável, equilibrada e segura”, referiu ao diário nacional.

Assim, a responsável quer que o Governo efetue uma regulação do despacho que atribui 88 euros por mês para a alimentação fornecidas pelas amas. Alexandra Bento que que se sejam criadas regras, principalmente sobre alimentos saudáveis. Por conseguinte, pretende também que seja feita fiscalização.

Explica o JN que o despacho não diz em específico quantas refeições diárias têm de ser disponibilizadas nem em que tipo de alimentos devem ter prioridade e ser privilegiados, “conforme acontece no sistema de ensino”, diz o jornal.

“Não podemos partir do princípio de que as amas têm toda a informação e formação necessária”, diz Alexandra Bento, admitindo, no entanto que o subsídio é “uma boa medida”.

Na carta dirigida aos responsáveis políticos a bastonária procura ainda saber “se está prevista a conceção de equipas, que incluam naturalmente nutricionistas, com a responsabilidade da criação de referenciais para a oferta alimentar destinada a essas crianças”.

Questiona ainda “se serão consideradas ações de formação para as amas” e “como será supervisionado o seu cumprimento”.

WordPress Ads
Envie este conteúdo a outra pessoa