Projeto europeu INCREASE envolve famílias portuguesas no cultivo e preservação de feijão 426

O projeto europeu INCREASE, iniciado em 2020, quer envolver as famílias portuguesas no cultivo e preservação de 1000 variedades regionais de feijão.

A iniciativa científica envolve 28 parceiros internacionais (em Portugal é coordenada pela Universidade Católica), unidos no objetivo de valorizar a agrobiodiversidade e promover o consumo e cultivo de leguminosas na Europa.

As atividades previstas no trabalho incluem a conservação, gestão e caracterização de milhares de variedades de leguminosas, ricas em proteína e que ajudam a fertilizar o solo e contribuem para reduzir os excessos no consumo de carne.

Globalmente, têm um impacto tão positivo na saúde pessoal e planetária, que as Nações Unidas criaram já em 2016 o Ano Internacional das Leguminosas – precisamente para chamar a atenção e aumentar o seu uso.

Agora o projeto INCREASE quer trazer leguminosas até ao seu vaso, canteiro ou talhão! Além de receber as sementes, cada voluntário tem a oportunidade de participar numa mega-experiência científica à escala europeia: partilhando os resultados das suas sementeiras, é possível criar um grande mapa do cultivo de leguminosas na Europa – é ciência participativa, onde cada cidadão documenta os seus cultivos e assim faz parte integrante da descoberta.

Para se envolver deve descarregar para o telemóvel a aplicação gratuita INCREASE CSA.

As inscrições estão abertas até 1 de março e, se as variedades se esgotarem, a atribuição é por ordem de chegada.

Para mais informações sobre o projeto e esta iniciativa de ciência cidadã visite o site do INCREASE e assista aos incríveis vídeos do projeto.

Envie este conteúdo a outra pessoa