Programa Nacional do Rastreio Neonatal aprofundado em curso do Instituto Ricardo Jorge 1170

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) anunciou na quarta-feira (27) a abertura de inscrições para o curso “Um dia com o Rastreio Neonatal”, lecionado nas suas instalações, no Porto, a 24 de abril.

A ação formativa acontece pela primeira vez este ano e tem como objetivo informar os participantes acerca da organização do Programa Nacional do Rastreio Neonatal (PNRN). Destinado a “todos os profissionais que intervêm no diagnóstico de doenças incluídas no PNRN”, o curso procurará “discutir os problemas relacionados com a colheita de sangue, com conservação e envio de fichas”, informa o INSA no seu site.

De igual forma, pretende-se informar os participantes relativamente às “patologias atualmente rastreadas, os critérios de seleção utilizados e o modo pelo qual deve ser dado conhecimento aos pais sobre os resultados do rastreio”. O enquadramento ético do PNRN e as experiências do Centro de Referência para o Tratamento das Doenças Hereditárias do Metabolismo do Centro Hospitalar de São João e da Associação Portuguesa de Fenilcetonúria e outras Doenças Hereditárias do Metabolismo das Proteínas são ainda priorizados.

Segundo o INSA, o PNRN tem por objetivo “diagnosticar, nas primeiras semanas de vida, doenças que, uma vez identificadas, permitem o seu tratamento precoce evitando a ocorrência de atraso mental, doença grave irreversível ou a morte da criança”. Trata-se de um programa nacional de “grande sucesso” ilustrado pela “taxa de cobertura superior a 99% recém-nascidos, e pelo início da intervenção terapêutica em 10 dias (média)”.

As inscrições para a formação do INSA devem ser efetuadas até dia 12 de abril, através de um formulário.

Envie este conteúdo a outra pessoa