Organização Mundial de Saúde lança Manual para Implementação de Rastreios Visuais e Oculares 498

O Programa de Cuidados Visuais e Oftalmológicos da Organização Mundial de Saúde (OMS) acaba de publicar o Manual de Implementação para Rastreios Visuais e Oculares que oferece orientações, passo a passo, para a realização de rastreios visuais e oftalmológicos, de forma fácil segura e eficaz, em contextos comunitários e de cuidados de saúde primários.

Este manual, concebido por 114 profissionais de saúde pública, académicos e clínicos de 45 países, incluindo optometristas portugueses, fornece orientações para o rastreio da visão em recém-nascidos, crianças em idade pré-escolar e idade escolar e adultos idosos.

“O rastreio visual e ocular nos cuidados de saúde primários desempenha um papel fundamental nas iniciativas globais de cuidados de saúde da visão, facilitando a deteção precoce de várias condições da saúde da visão, permitindo uma intervenção e uma gestão atempadas para prevenir a deficiência visual e as suas complicações”, afirma Raúl de Sousa, Presidente da Associação de Profissionais Licenciados de Optometria (APLO).

Este manual fornece uma estrutura padronizada, garantindo práticas consistentes e fiáveis de rastreio da visão em vários contextos e ajuda a integrar o rastreio da visão nos programas de saúde e educação existentes, promovendo o acesso equitativo aos serviços de cuidados de saúde da visão.

“Este é um instrumento concebido para ajudar um vasto leque entidades envolvidas na prestação de cuidados de saúde da visão, incluindo responsáveis dos Ministérios da Saúde e do Ministério da Educação, gestores de saúde pública, organizações não governamentais (ONG) dedicadas aos cuidados da saúde da visão e profissionais que trabalham em cuidados de saúde primários” conclui Raúl de Sousa.

Mais informação aqui – Manual de implementação de exames de visão e oftalmologia (who.int)

Envie este conteúdo a outra pessoa