ON: «Dietas detox condicionam a perda de peso através de restrição calórica extrema e desequilibrada» 0 125

09 de janeiro de 2019

As dietas “de ano novo” nem sempre são bem sucedidas ou tarefa simples, e os bastonários da Ordem dos Psicólogos e dos Nutricionistas esclarecem porquê.

 

No portal da ON Ricardo Rodrigues Miranda, bastonário da Ordem dos Psicólogos contextualiza «fins de ciclo são, habitualmente, momentos para balanços onde se analisam resultados, processos, satisfação e se identificam oportunidades de melhoria ou de implementação de mudanças. Qualquer tomada de decisão, neste caso para o estabelecimento de objetivos para um novo ciclo, implica motivação para a ação e esta será tão maior quão maior for o significado atribuído e a relevância pessoal da resolução». Assim, «se o compromisso for forte e a identificação das etapas e tarefas a concretizar existir, então não é importante quando se fixam as metas para que estas sejam alcançadas.»

 

Fazer dieta depois dos excessos da época de festas é comum, mas «a realização de dietas restritivas e radicais após este período de “excessos” pode criar desequilíbrios no organismo que são vivamente desaconselhados», alerta Alexandra Bento, bastonária da ON. Continua informando que «atualmente não existe evidência científica que valide que o recurso às “dietas detox” é garantia de uma perda adequada de peso. Na verdade, esta abordagem condiciona a perda de peso como resultado de uma restrição calórica extrema e desequilibrada, embora a mesma não seja sustentável por períodos prolongados de tempo. É errado pensar-se que as “dietas detox” são facilitadoras da perda de peso per si, sem que ocorram outras mudanças no comportamento alimentar e no estilo de vida.»

 

Na mensagem que a bastonária transmitiu no site da Instituição, reforça que a mudança faz-se 365 dias por ano: «dar início a um estilo de vida mais saudável no início de um novo ano é uma situação relativamente comum, contudo interessa que estas práticas perdurem ao longo de todo o ano e não apenas nesta fase inicial». A mensagem da bastonária incita a que as pessoas mantenham a força de vontade de mudança ao longo do ano e desafia as mais sedentárias a tomarem o balanço de novo ano para incrementar a prática de atividade física.  

 

A nutricionista relembra ainda a importância do estabelecimento de uma rotina alimentar saudável, destacando o «consumo adequado de água, fruta e hortícolas e o controlo da ingestão de alimentos ricos em açúcar, sal e gorduras».

Envie este conteúdo a outra pessoa