FAO alerta para dietas de má qualidade 0 281

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura e Alimentação (FAO), Qu Dongyu, alertou para as dietas de má qualidade e para o elevado custo que trazem para os “indivíduos, famílias, comunidades e até para aos países”.

Qu Dongyu, na cerimónia do Dia Mundial da Alimentação, avançou mesmo que as dietas de má qualidade se converterem no principal risco de morte prematura.

Para além das dietas, Qu Dongyu falou ainda no aumento da fome, que atinge mais de 820 milhões de pessoas, do sobrepeso e obesidade, com mais de 2.000 milhões afetados, e nas doenças não transmissíveis.

Qu Dongyu instou os estados a “expandirem as suas políticas para investigar e investir em alimentos como frutas, verduras e legumes e levar o mercado aos pequenos agricultores”.

Envie este conteúdo a outra pessoa