Estudo: Abacate pode ajudar a melhorar a capacidade de atenção dos cidadãos 201

De acordo com um novo estudo da Universidade de Illinois, publicado no International Journal of Psychophysiology, uma alimentação diária que inclua a abacate na dieta melhora a capacidade de atenção dos cidadãos.

A investigação, que durou 12 semanas, concentrou-se num grupo de pessoas que são mais vulneráveis ao declínio cognitivo.

“Estudos anteriores demonstraram que os indivíduos com excesso de peso ou obesidade têm maior risco de declínio cognitivo e demência senil à medida que envelhecem”, explicou Naiman Khan, coordenador do estudo e professor de cinesiologia e saúde pública, citado pelo jornal “El Español”.

Os investigadores concluíram que o abacate tem efeito da luteína, um carotenoide com propriedades antioxidantes, associado à melhoria da capacidade cognitiva.

Neste estudo, os cientistas deram refeições diárias, durante 12 semanas, a 84 adultos obesos ou com excesso de peso, divididos em dois grupos. O teor calórico e o número de macronutrientes foram semelhantes nos dois grupos, com a exceção de que os membros de um grupo comiam um abacate por dia e os participantes do outro grupo não.

No início e no final do estudo, foram realizados três testes cognitivos, um dos quais para medir o tempo de atenção, sendo que os níveis de luteína no sangue e retina (relacionadas com a concentração deste composto no cérebro) também foram avaliados.

Os especialistas concluíram que aqueles que consumiam abacate diariamente melhoraram os seus resultados nos testes cognitivos, enquanto, nos outros dois testes, não houve melhorias dignas de registo.

“O abacate também é rico em fibras e em gordura monoinsaturada. Estes outros nutrientes podem ter desempenhado um papel nos efeitos cognitivos que encontrámos, mas nas nossas análises concentramo-nos na luteína”, explicaram os autores, citados pelo mesmo jornal.

Para os investigadores, o abacate é uma fruta que tem certas propriedades neuroprotetoras e este estudo veio fornecer evidências sobre o tipo de alimentos que se devem colocar nas refeições, sobretudo para obter benefícios saudáveis.

Para consultar mais informações sobre o estudo, clique aqui.

Envie este conteúdo a outra pessoa