Covid-19: UÉ estuda sintomas relacionados com a alimentação 666

Investigadores da Universidade de Évora (UÉ) estão a estudar os sintomas da covid-19, através de um inquérito a pacientes recuperados.

Com este trabalho pretendem “conhecer melhor os sintomas” da doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, nomeadamente “alterações na perceção sensorial e na capacidade de deglutição e ingestão” dos pacientes.

Em comunicado divulgado, a UÉ indica que “para além dos seus mais diversos sintomas considerados característicos, como febre, tosse, dor no corpo, cansaço, dor de cabeça e tantos outros”, o inquérito inclui perguntas sobre “possíveis sinais e sintomas relacionados com a alimentação, designadamente dificuldades em sentir gostos e cheiros, engasgos e sensação de boca seca”.

O estudo está a cargo de Alessandra Machado, da Universidade Vila Velha (Brasil) que está atualmente em Évora a tirar o pós-doutoramento, em colaboração com Elsa Lamy, Fernando Capela e Silva e Cristina Pinheiro, do MED – Instituto Mediterrâneo para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento da UÉ.

O estudo está a ser realizado através de um inquérito na Internet, que deverá ser respondido por adultos, residentes em Portugal, que tenham recuperado da covid-19.

Envie este conteúdo a outra pessoa