Covid-19: OMS pede a Estados-membros consenso sobre tratado global contra futuras pandemias 1084

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu esta quinta-feira aos Estados-membros consenso sobre um tratado global de preparação para futuras pandemias, depois de uma nova ronda de negociações esta semana ter revelado desacordos.

“Exorto todos os Estados-membros a trabalharem sob os princípios da solidariedade e igualdade para se encontrar um consenso que nos proporcione um acordo eficaz para um futuro mais seguro”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na conferência de imprensa semanal da organização, citado pela Lusa.

A OMS fixou o objetivo de alcançar um tratado, ou um instrumento vinculativo semelhante, para preparar melhor o mundo para futuras pandemias, na Assembleia-Geral marcada para 27 de maio a 01 de junho.

Na Assembleia-Geral da OMS, que se realiza anualmente, têm assento os ministros da Saúde e outros representantes dos 194 Estados-membros da organização, incluindo Portugal.

“Não podemos perder a oportunidade que as nossas gerações têm. Se não o fizermos, veremos as mesmas desigualdades, a mesma falta de coordenação, a mesma perda evitável de vidas humanas que assistimos com a covid-19”, sublinhou Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A covid-19, doença respiratória causada pelo coronavírus SARS-CoV-2 e suas variantes, foi declarada uma pandemia em 11 de março de 2020, quando a infeção já estava disseminada em várias partes do mundo, levando à sobrelotação dos serviços de saúde.

Envie este conteúdo a outra pessoa